domingo, 6 de junho de 2010

I won't let you fall, so don't worry.

Escuta, Miss Karamelle, eu não quero nem saber se é um trio, entende? Porque essa história é a maior roubada, colega, só para enganar trouxa e deixar os outros se mordendo de inveja, somos três, mas você está ali, sempre, sempre e sempre, implícita e eterna, além de cada vez mais especial. Porque você é doce demais, mas é aquele doce que se esconde por trás do azedo e conforta nas horas boas e ruins, então não há enjoo, porque açúcar nunca é demais para quem sabe apreciar. E nós não apenas apreciamos você, nós a amamos. Então, para de frescura, respira fundo e vem para cá, o título é 'Três Mosqueteiros' mas sempre foram quatro. [Você não está sozinha.]

~*~
"Então, o que eu levo para a Mandie e para as outras? Água do Nilo, areia ou um pedaço roubado de uma Pirâmide?"
"Isso tudo não seria roubo?"
"Claro que não, bobinho! É empréstimo sem conscentimento!"
Ele se abaixou, olhando para o grupo de turistas americanos que estavam acompanhando. Não que Ludwig estivesse preocupado em se perder deles no momento que virassem atrás da pirâmide, mas ele realmente adoraria se perder no Egito ao lado de sua doce Luiza sem ninguém para perturbar - que se dane se a voz dela está sempre no volume máximo, ainda era maravilhosa demais aos seus ouvidos. E mais incrível ainda era poder estar ali, cercado de sol e areia em variados tons de caramelo ao lado dela, sabendo que a estava fazendo feliz apesar do calor infernal. [E daí? Ele ia até o Inferno por ela mesmo.]
"Karamelle, melhor irmos andando..."
"Relaxa, Lud, está no meu sangue, eu sei andar por aqui...!"
"Mas nós vamos mesmo nos perder e..." - Ela segurou o braço dele com força e ele se esforçou para não corar, qualquer coisa, diria que era o sol. - "Que foi?"
"Será que não dá mesmo para você ficar só um pouco perdido aqui comigo?" - E foi só aí que ele lembrou de agarrá-la. Os turistas americanos já tinham desaparecido mesmo...
[Eles nem se lembram como conseguiram voltar à Alemanha, mas puderam se gabar de ter tido a Lua de Mel mais quente de todo o trio. Ou melhor, quarteto.]

1 comentários:

Saki A. Lorinaitis disse...

"Então, para de frescura, respira fundo e vem para cá, o título é 'Três Mosqueteiros' mas sempre foram quatro."

Disse tudo ♥


(Não comento mais porque o marido é meio meu também. Mas com ela eu divido. SÓ -q)

Postar um comentário