sábado, 5 de junho de 2010

(Me and You) Setting in our honeymoon

“Vamos, Yao, já cansou?” – Fernanda, aquela mesma Fernanda com a qual Yao casara alguns dias atrás, perguntou com aquele forte ar de riso e colocou as mãos na cintura – mania esta que roubara de Amanda, amiga dos tempos em que ainda dava aula em um cursinho.
“É que nesse tempo todo que estamos em Lua de Mel em Roma, só vejo você gritar sobre os Itálias e sobre o Império Romano e...Ah, Nanne, eu preferia passar esse tempo todo com você lá na China, aru. Na minha terra, aru!”
“Nós sempre vamos para a China, Yao. Vir para Roma é uma oportunidade única, entende? Por que esse desânimo todo?” – Yao se aproximou, a expessão irritada enquanto entrelaçava seus dedos – com bastante força – aos dela.
“Eu queria ver o sol com você, aru. Com toda a sua atenção só para mim, aru.”
E ela fingiu que não ficou vermelha, desviando o rosto para uma das fontes (Como era linda a Fontana di Trevi!) e passando o polegar pela pele macia de seu marido. (Era tão bom se referir à ele como marido!)
“M-Mas Yao, o sol é o mesmo em qualquer lugar, assim como o meu amor por você. A única diferença é que aqui nós vamos ver o sol junto à massas e vinhos!”
Já ele, riu só um pouquinho enquanto a abraçava com
força, escondendo-a talvez dos olhos daquela estátua esculpida ali.


“Luuudwig, eu ainda não tirei uma foto com os guardas reais para a Mandie!” – Apesar disso, ela ainda corria atrás dele, com uma das mãos tentando segurá-lo e com a outra segurando a máquina fotográfica que ganhara de presente de Fernanda. – “Vamos voltar, rapidinho, por favor!”
“Depois, Raiza.” – Ops, ele não costumava chamá-la assim. – “Quando eu concordei em passar nossa Lua de Mel em Londres, mais longe do que eu gostaria da Alemanha, eu não estava pensando em passar dias ouvindo esses ingleses fedidos falando do quanto você é linda.”
Ela se forçou a segurar o riso ao ver as bochechas dele coradas, achando todo aquele ciúme muito exagerado, ela já ouvira coisas piores nas ruas do Brasil.
(E outras ainda mais exageradas nas ruas da própria Alemanha.)
“Grande coisa, né? Todo mundo sabe que eu sou só sua depois do décimo terceiro ataque de ciúmes que você teve naquele café lá atrás.”
Ele corou só um pouco mais e ela mordeu os lábios – inchados depois de tantos beijos – para não rir. Muito.
“Mas você sabe, não é?”
“O quê?”
“Que só me sinto assim porque a amo, não é, prinzessin?”
“Claro, bobo! Ich liebe dich.” – E ambos sorriram e se beijaram com o Big Ben atrás, ressoando.


“O que leva uma pessoa a querer passar a Lua de Mel na... Rússia?” – Gilbert quase rosnou e bateu os pés, arrastando-os pela neve atrás daquela baixinha na sua frente.
“Foi uma estratégia. Achei que você, como grande estrategista, deveria saber. Com tanta neve, teremos mais tempo para turismo e menos tempo para você me agarrar!”
Resmungou alguma coisa de muito baixo calão em sua língua natal e cruzou os braços, olhando para os lados e muito mais vezes para ela, rezando para que nada lhe acontecesse enquanto saltitava pelas ruas de Moscou.
“Que paranóia é essa, Gilbo?”
“Vai que aquele lá aparece e te seqüestra?” – Ele correu e agarrou-a pela cintura, mantendo-a perto de seu corpo. – “Eu não agüentaria perder você depois de finalmente criar coragem para me amarrar.”
“Como eu disse, paranóia...!” – Ela sussurrou, fechando os olhos enquanto os lábios dele passavam por sua bochecha. – “Eu sei que você iria me salvar, né, meu príncipe?”
E eles riram, com a neve caindo sobre eles, mas sem impedir um beijo.

3 comentários:

Sunrise disse...

Pronto, li 8D -q

Ficou muito amor, lindo e meigo. Gilbert paranóico com a Rússia, comofas ♥

E eu fui pra Roma ♥ -q Sorry, Yao, eu te amo e tudo, mas Itália sempre foi meu sonho maior. (Junto com as Muralhas da China, então nem tem motivo pra ficar de ciúmes -qq)

E a Saki arrasando corações em Londres 8D Aposto que o Tutu se apaixonou depois de ouvir ela cantando Beatles e por isso o Lud ficou tão bravo -OIQ

(E o Gil nem precisa se preocupar porque eu falo pro Ivan ficar longe de você -W.A.T.)

Affe, bebi umas hoje ._. -q

Amay, vida s2

Saki A. Lorinaitis disse...

ÓUN. *rouba o drabble*

E claro que o Artie se apaixonou por mim e QQQ -nmesmo

Mas ficou tudo tão lindo e bem escrito (como sempre, BTW) *_*

Lua-de-mel na Rússia é epic win pra sempre. E sair arrastando o Gilbo na frente do Kremlin é mais ainda 8DD *to supondo o local, oi*

Lua-de-mel em Roma... Bem, eu já disse tudo aí em cima u-u

E... Óun. Eu e meu príncipe alemão em Londres. AMO, AMO, AMO, AMO *repete ad infinitum*



(E esse fail nas tags só se refere aos problemas de postagem, CLARO. -s)

Tangerina disse...

Que coisa mais fofa. (L)

Postar um comentário