terça-feira, 23 de março de 2010

Ich


Gosto de cores, de flores, de música, de dançar quando ninguém está olhando, de pular, de gritar, de me expressar. Gosto de rir, de sonhar acordada, de voar, de acreditar em mágica, de abraços, de amigos, da minha família, de desenhar corações nos meus cadernos, de escrever e mostrar para todo mundo, de ser elogiada (Mesmo não concordando), de rimar, de cantar baixinho para ninguém ouvir, de rabiscar o livro de matemática, de agarrar um bichinho de pelúcia, de dormir coberta mesmo no Verão. Gosto de dormir tarde, de acordar tarde, de olhar as unhas, de enrolar o dedo no cabelo, de ler histórias que ninguém lê, de comer doces e depois me culpar, de chorar, de ganhar, de brincar, de me fazer de boba, de fingir que tenho sorte, de olhar para o nada e ver tudo, de descobrir alguma coisa inútil, de perceber que aquela espinha sumiu, de usar o dicionário de alemão (Mesmo não sabendo falar alemão), de saber que alguém se importa, de ganhar presente (Mesmo não gostando de dar trabalho), de confundir os outros, de contradições, de figuras de linguagens, de piadas velhas, de descontar a raiva no travesseiro, de admirar algo ou alguém facilmente. Gosto de acreditar. Gosto de gostar.

2 comentários:

Saki Miyazawa Morgan disse...

Ah, que lindo, Ás. São tantos posts por aí sobre não gostar/não amar que é bom ler coisas assim, sabe. São sopros de ar fresco (e com aroma de bolo quentinho).

"Gosto de rir, de sonhar acordada, de voar, de acreditar em mágica, de abraços, de amigos, da minha família (...), de dormir coberta mesmo no Verão."

Haha, eu também ♥


(/resposta random: E aquele meme de Hetalia prova que eu e Nanne somos gêmeas. Alguém avisa ela? -s
Mas você é (tem que ser /apanha da Nanne) nossa Polska, de todo jeito 8D
E dizer "Eu te amo, Polônia" em húngaro é a coisa mais feia da história -qqq
Enfim, ti amo <3)

Tchubarubah~ disse...

às vezes eu vejo muito de mim, em você - através dos seus textos.
sei que vou parecer uma velha falando, mas admiro essa simplicidade escondida nas suas palavras, que remetem a coisas que eu já fiz, já escrevi, já gostei... Fiquei emocionada! De verdade!

Postar um comentário